PROGRAMA ATMOSFERA

Novas florestas
Restaurar habitats e mitigar as mudanças climáticas

INICIATIVAS    
     
Programa Atmosfera neutraliza emissões de parque da USP
Parcela de 2 hectares incendiada por queda de balão foi restaurada e tornou-se objeto de pesquisa
 
 
Um parque da USP
 
Balão e um incêndio
O Parque CIENTEC é uma instituição que oferece entretenimento educativo e de qualidade para crianças, jovens a adultos. Por meio de seus diferentes passeios, demonstrações e experiências, a ciência e a tecnologia ficam muito mais próximas do visitante, que aprende enquanto se diverte e se diverte enquanto aprende.
 

Com a queda de um balão, cerca de 10 hectares de mata nativa da Floresta Atlântica foram destruídos no alto de uma colina no CIENTEC, que está inserido no Parque Estadual das Fontes do Ipiranga, no coração da cidade de São Paulo.

     
     
     
 
     
 
 
Um parceria para restauração
 
Espécies nativas retornam
Após o incêndio uma espécie exótica invasora conhecida como samambaia-brava (Pteridium aquilinum) se proliferou na área tornando o local ainda mais degradado e dificultando sua restauração. Daí surgiu a parceria entre a USP e a Pick-upau para avaliar técnicas para recuperar essa importante área.
 
Juntos, USP, Sabesp e Pick-upau escolheram 2 hectares para iniciar a recuperação e com a participação de indígenas da etnia Guarani Mbya, toda a espécie exótica invasora foi retirada e iniciou-se o plantio de mudas nativas de diversas espécies, entre angico-branco, açoita-cavalo, embaúba, paineira, pitangueira, jerivá, pau-viola, entre outras.
     
     
 
 
     
 
Vamos estudar a área
 
E melhorar os métodos
O maior entrave para o uso de espécies florestais nativas em plantios comerciais ou na recuperação de áreas degradadas tem sido a falta de estudos envolvendo a absorção de nutrientes e os requerimentos nutricionais dessas espécies, bem como sua sensibilidade a condições distintas de estresses químico ou físico.
 
A análise do PRAD foi realizada através do estudo do desenvolvimento das espécies arbóreas nativas utilizadas no reflorestamento tendo como principal enfoque o crescimento em altura, circunferência e diâmetro do tronco à altura do peito (CAP e DAP – a 1,30 m do solo), diâmetro da copa e condições fitossociológicas das mudas.
     
     
 
 
Monitorando as espécies
 
Mostrando os resultados
Com auxílio do Projeto Darwin, da Agência Ambiental Pick-upau, a área de 2 hectares passou a ser objeto de estudo, que mais tarde poderia ajudar na recuperação do restante da área e ampliar o conhecimento sobre protocolos de restauração ecológica em florestas tropicais.
 
Com o combate ostensivo da samambaia-brava, espécie exótica e invasora, as mudas tiveram chances maiores de desenvolvimento e começaram a apresentar resultados visíveis, com a floração, produção de frutos e iniciando a dispersão de sementes, a essa altura já com ajuda da fauna local.
     
     
 
     
 
 
Pesquisa para biodiversidade
 
Novas florestas
Agência Ambiental Pick-upau publicou uma edição da Darwin Society Magazine sobre o Comportamento inicial de espécies arbóreas nativas na revegetação de área da Mata Atlântica degradada por incêndio no Parque CIENTEC-USP. Clique na imagem acima e acesse a publicação.
 
Atualmente, a área de 2 hectares está recuperada e já se conectou com outros fragmentos florestais no lato da colina do Parque Estadual das Fontes do Ipiranga, a maior área de Mata Atlântica inserida totalmente na cidade de São Paulo.

     
     
 
 
Realização  
 
 
 
     
PROGRAMA ATMOSFERA CONHEÇA + PROJETOS

SIGA-NOS-

 

 

 
Quem Somos
FAQ Programa de Compliance
Novas Florestas Negócios Sustentáveis
Serviços Socioambientais Projeto Aves
Iniciativas Rede de Sementes e Mudas
Notícias Plastic no Thanks
Alianças Reflorestamento e Produção Florestal
Clima Pesquisa Científica
Contato Publicações
Acervo Técnico
  Central de Educação e Jornalismo Ambiental
  Centro de Estudos e Conservação da Flora
   
     
 
Todos os direitos reservados. Programa Atmosfera 2009 - 2022. Agência Ambiental Pick-upau 1999 - 2022.